Vendas parceladas no Dia dos Namorados caem 7,82%, mostra indicador do SPC...

Vendas parceladas no Dia dos Namorados caem 7,82%, mostra indicador do SPC Brasil

Pelo segundo ano consecutivo comércio apresenta retração no volume de vendas. Com
inflação alta e menor poder de compra, brasileiros decidem gastar menos com presentes

Pelo segundo ano consecutivo houve uma forte queda nas consultas para vendas a prazo na semana do Dia dos Namorados. De acordo com o indicador calculado pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), o volume de vendas parceladas na semana anterior ao Dia dos Namorados (entre 5 e 11 de junho)  caíram 7,82% em relação aos sete dias que antecederam a mesma data comemorativa no ano passado.

Vale ressaltar que a queda de 2015 se segue a um forte recuo de 8,63% verificado em 2014, intensificado na época pelo início da Copa do Mundo, o que já prejudicou nas consultas para vendas a prazo no ano passado.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, o resultado negativo deste ano se deve principalmente à alta dos juros e à inflação elevada, que enfraquece o poder de compra do consumidor brasileiro. “A alta dos preços e o aumento do desemprego, verificados nos últimos meses, têm como consequência imediata a menor disposição dos brasileiros para compras”, diz Kawauti. “Além disso, a incerteza em relação ao futuro da economia impacta nos compromissos financeiros como o parcelamento de compras.”

O Dia dos Namorados é a segunda data mais importante para o varejo no primeiro semestre e fica apenas atrás do Dia das Mães em volume de vendas e faturamento. O resultado negativo deve funcionar como uma prévia para o desempenho da atividade comercial ao longo de 2015 e para as próximas datas comemorativas, afirma a economista.

Informações à imprensa:

Renan Miret

COMPARTILHE

COMENTAR

Deixe seu Comentário