Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

  • O que é SPC?
  • Recebi e-mail de uma pendência financeira, o que fazer?
  • SPC e SERASA são a mesma coisa? Se um nome está no SPC ele também estará na SERASA?
  • A consulta ao SPC pode ser feita pela internet ou telefone?
  • Preciso levar algum documento para que a consulta seja realizada?
  • Outra pessoa pode consultar meu nome munido dos meus documentos?
  • Quando o meu nome é incluído no SPC Brasil eu não deveria ser notificado?
  • Eu não recebi a notificação sobre a minha pendência. O que pode ter acontecido?
  • Por quanto tempo o nome é disponibilizado pelo SPC?
  • Passados os cinco anos, a empresa pode “renovar” o registro de SPC?
  • O que preciso fazer para tirar o meu nome do SPC?
  • Por que limpar o seu nome?
  • Como faço para negociar minha dívida?
  • Meus documentos estão sendo usados indevidamente. Como devo proceder?
  • Como efetuar um alerta de documentos roubados ou extraviados?
  • Como cancelar um Alerta?
É o Serviço de Proteção ao Crédito, que tem por objetivo principal o auxílio ao lojista na tomada de decisão para a concessão de crédito e a atuação na redução dos índices de inadimplência do mercado. É composto de uma base de dados nacional que contém informações relativas ao crédito de pessoa física e jurídica, originadas de diversas fontes (bancos, financeiras e empresas).
O SPC não envia e-mails para notificação ou verificação de pendências financeiras, não encaminha pela internet, via e-mail, informações sobre a inclusão de registros ou atualização de dívidas, nem notificações.

A fim de alertar os consumidores, para que se protejam da ação de e-mails falsos que circulam na internet com mensagens induzindo o internauta a abri-las, pensando que seu nome ou CPF foi incluído no Sistema do SPC esclarece o processo de informação sobre a inclusão de um registro em seu cadastro.

Ao abrir o falso e-mail o internauta permite que um programa espião se auto instale em seu computador e possa copiar suas senhas, inclusive bancárias.

O SPC cumpre o disposto no Artigo 43, parágrafo 2º, do Código de Defesa do Consumidor (Lei n.º 8.078/90) e, executa a prática de mercado: antes de incluir um registro em seu sistema de informações de crédito, encaminha uma carta de notificação, VIA CORREIOS, com antecedência mínima de 10 (dez) dias à efetiva inclusão.

O SPC também não encaminha qualquer e-mail relacionado à atualização de valores ou notificação de inclusão de registros em seu banco de dados.

Não, são bancos de dados distintos. O SPC recebe dados de devedores do comércio, prestadores de serviços, financeiras, algumas redes bancárias, advindos dos 27 estados do país, bem como informações provenientes do Banco Central (CCF), enquanto que o SERASA recebe a maior de parte de suas informações da rede bancária e Banco Central (CCF). Desta forma, podem existir informações que constam em uma base de dados e não na outra.
Não. A consulta só é feita pessoalmente. O próprio interessado deverá procurar a CDL.
Sim, é obrigatória a apresentação dos documentos originais: CPF, carteira de identidade ou de trabalho ou habilitação.

Conforme lei nº. 8078 de 11/09/1990, artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor a consulta só é fornecida à própria pessoa, pessoalmente.

Também poderá ser feita por um representante legal munido de uma procuração com poderes especiais para representá-lo perante a CDL Monte Carmelo, com firma reconhecida em cartório.

O horário de atendimento é de 2ª a 6ª feira: de 8h às 18h e aos sábados: das 8h ao 12h. Situada na Rua Coronel José Cardoso, nº82 – Centro de Monte Carmelo.

Não. Somente é fornecida consulta para terceiros que possuírem procuração do interessado para fins específicos e com firma reconhecida em cartório.
Antes da inclusão do registro de débito no banco de dados do SPC, o consumidor que contraiu a dívida é notificado previamente, de acordo com o disposto no Artigo 43, parágrafo 2º, do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/90), ou seja, é remetido um comunicado avisando que a informação da dívida será incluída no banco de dados do SPC. A notificação também informa o nome do estabelecimento comercial que comandou a inclusão do registro, a fim de que o consumidor recorra a essa empresa para quitar sua dívida e regularizar o seu crédito.
Pode ter havido algum erro no preenchimento do seu cadastro no estabelecimento que você tenha realizado a compra. Também há casos em que o consumidor muda de endereço e não atualiza o seu cadastro na loja.
Por até 5 (cinco) anos, conforme entendimento do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e previsão do Código de Defesa do Consumidor, artigo 43, § 1º. Este prazo é contado a partir da data de vencimento da dívida e não da data da inclusão no sistema.
Não. Os cinco anos são contados do vencimento da dívida, e portanto, assim que expirados não poderão ser disponibilizados novamente, mesmo que a dívida continue a existir.
O consumidor poderá regularizar o seu crédito a qualquer momento, bastando para isso procurar a empresa credora e proceder ao pagamento do débito pendente. Com um extrato em mãos, o consumidor deverá dirigir-se ao estabelecimento que está em débito e pagar a conta no local ou no banco que o comerciante indicar. Após o pagamento, o estabelecimento comercial irá acessar o SPC Brasil e efetuar a baixa do registro naquele CPF, após o que não haverá qualquer indicação do ocorrido. O prazo para a retirada do registro é de 05 dias úteis.
Quem tem o nome no SPC:

  • Não pode comprar a prazo;
  • Não pode ser avalista;
  • Não consegue financiamento em bancos e instituições financeiras.
O consumidor deve procurar a empresa credora para saber como efetuar o pagamento do débito.
Dirija-se a uma Delegacia de Polícia para registrar um Boletim de Ocorrência e apresente original e cópia deste documento juntamente com original e cópia de algum documento de identificação (com sua foto e assinatura) no balcão de atendimento da CDL Monte Carmelo.
No balcão de atendimento da CDL Monte Carmelo deve ser feito um Alerta de Documento

Atenção: Para tal é preciso trazer o Boletim de Ocorrência e um documento de identificação com foto (RG, CTPS ou CNH).

Os alertas só podem ser cancelados no balcão de atendimento da CDL Monte Carmelo pelo próprio titular do CPF. Para cancelá-lo é preciso que o consumidor apresente o comprovante de Alerta e um documento de identificação (com foto).